Sobre a cidade de Roca Sales

Seu primeiro nome foi “Conventos Vermelhos”, dado por marinheiros que navegavam as águas barrentas do Rio Taquari e afluentes, que banham o município. A colonização da área começou por colonos alemães em 27 de maio de 1881, na área que pertencia ao município de Estrela. Colonos italianos também vieram da região de Garibaldi e Bento Gonçalves, assim como minorias portuguesas.

A mudança do nome foi uma homenagem a um evento de 1899, quando o presidente da Argentina, o general Julio Argentino Roca, visitou o Brasil e teve a visita retribuída em 1900 pelo presidente brasileiro Campos Sales.

Possui vias de acesso através das estradas RS 129 e VRS 341 e uma bela ponte para travessia do rio. Até a década de 80 ainda dependia de uma balsa para travessia de automóveis. Possui uma estação ferroviária inaugurada em 16 de Fevereiro de 1968, ainda em uso pela ALL.

A cidade é banhada pelo Rio Taquari, onde seguidamente se veem pescadores buscando lambaris, piavas e outros. De tempos em tempos há uma enchente que inunda as casas nas partes mais baixas da cidade. O acesso à cidade ainda de dava por balsa (chamada localmente de ‘barca’) até 1986, quando foi construída uma ponte para acesso.

Roca Sales possui 1 estabelecimento de ensino estadual, 3 municipais e 2 particulares. A expectativa de vida da população ao nascer é de aproximadamente 75 anos. Aproximadamente 50,8% da população vive na área rural do município.

No ramo industrial, a cidade foi o berço da Pena Branca Alimentos que atualmente pertence ao Grupo Marfrig, e até hoje possui o antigo prédio onde a empresa iniciou assim como uma grande planta de produção. Nos eventos é palco da Exporoca e Oktober Freund Fest.

Área 208,486 km²
População 10 287 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 49,34 hab./km²
Altitude 60 m
IDH-M 0,812 muito alto PNUD/2000
PIB R$ 228 226,532 mil IBGE/2008
PIB per capita R$ 22 016,84 IBGE/2008